12 agosto 2017

Half BEDA + Resenha do livro: Segredos

   Olá meu povo, como estamos? E hoje estou aqui para fazer mais uma resenha esse mês, sobre o livro de mais um autor parceiro, o Rodrigo Picon... 
  "Hanna do Céu, desde quando você tem parceria com ele?! Nunca ouvi falar dele aqui no blog!!!" Pois é meus amores... Além de ser a resenha do livro, estou neste post anunciando, com muita felicidade, a parceria com Rodrigo Picon, autor de 'Segredos', o primeiro volume da Trilogia  'O Mundo dos Instrumentos Fractais'. 
  Vem ver! 😉

Segredos: Rodrigo Picon

Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna


Livro: Segredos (1° volume de O Mundo dos Instrumentos Fractais)

Autor: Rodrigo Picon

Editora: ERP

Ano: 2017

Sinopse:

"Richard, Kai e Bárbara são pacatos estudantes de Direito da Universidade de Cárs, a maior do país. Em uma noite qualquer, o grupo conhece Sarah, uma bela garota que rapidamente mexe com Richard e o remete diretamente ao seu sombrio passado, embora não saiba o porquê. Depois descobrem a existência de um estranho e maligno ritual chamado "Ritual das 1000 Almas" que pretende reviver um antigo ser diabólico para ter em suas mãos o poder de controlar o tempo. E, por algum motivo, Sarah é o cerne principal do ritual."

   Trecho encontrado em runas no deserto...
   "O mundo viverá pouco mais de dois mil anos em imensa calma, quando a Humanidade viverá o seu ápice, chegando a se instalar nos quatro cantos do Planeta. Porém, em determinado momento da história, os servos do Desgraçado, o Caído realizarão um sacrifício da Carne e outro da Alma, além da coleta de mil corpos, quando o fim se estabelecerá por estas terras. Sangue se derramará em Seu nome, pessoas desaparecerão sucumbindo perante as pelejas, monstros dominarão os céus e os espíritos. E, no instante em que o Ritual se tornar concluso, Céu, Terra e Inferno se unirão. [...] A Terra se espatifará, o céu se desmanchará, a vida se extinguirá, e o Mundo, na Terceira Era, desértica e inóspita, por mil anos se adentrará." 
   Estamos na Terra, no ano 2048, num lugar chamado Cárs... Lá vivem os amigos Bárbara, Richard e Kai (que não é tão amigo assim do Richard, mas eles se dão bem em meio a ameaças)... Até aí, vida normal, os três são estudantes de Direito na Universidade de Cárs (UVC), estão estudando para as provas... vida completamente normal... 
  Isso e as constantes desavenças entre Kai e Richard, querendo provar quem é o mais forte. Sim, Kai insiste em provar que é mais forte e capaz de derrotar Richard, um Magatacchi em Kotä-Shu Shekan, a arte marcial mais forte que existe (e cá entre nós, a briga constante desses dois me lembrou e muito as discussões de Vegeta e Goku em Dragon Ball, rs). A briga maior entre os dois é que Kai quer provar sempre que é mais forte que Richard e tomar a escola que ele tem e seus alunos, como uma forma de vingança, seja lá pelo que for, já que eles vivem em disputa... Mas Richard sempre ganha, já que por ser o Magatacchi (ou mestre), ele é muito forte e tem uma resistência incrível. 
  Apesar de Richard ser tão forte, ter sua escola de artes marciais e etc., ele sempre se mostrou uma pessoa muito calma e fácil de se lidar... pelo menos para Bárbara, a amiga (e admiradora secreta nas horas vagas). E apesar dela nunca entender nem a arte que Richard tanto se dedica, muito menos essa disputa entre os dois para saber quem é o mais forte, assim caminha a vida deles na universidade... uma vida comum...
  Mas Richard tem um passado sombrio e só quem sabe dele são Amy, um espírito que acompanha Richard e lhe aconselha de vez em quando (também tem outro motivo, mas fica para quem ler o livro, rs) e Genrai, um velho conselheiro... Ambos sabem de algo que está para acontecer no mundo, o Ritual das 1000 Almas... Esse ritual é capaz de trazer um deus caído de volta à Terra e ainda extinguir toda a raça humana... Mas para que isso aconteça, são necessários sacrifícios de 1000 almas, como o nome mesmo já diz... Sacrifícios esses que acontecem em Cárs... e que só podem ser impedidos pelo ser mais forte... que Genrai acredita ser Richard...


"- Será que Richard conseguirá parar a Profecia?- Não sei. [...] Richard terá que ser mui forte para cancelar o destino que lhes aguarda."

  Logo no início do livro somos apresentados aos personagens, alguns como Amy e Genrai que vivem no espiritual e os amigos que vivem no plano que conhecemos da Terra. Richard é um rapaz muito inteligente e forte e sabe disso... Chega a ser irritante o modo como ele se vangloria de sua força, mas ninguém pode negar o quanto ele tem resistência física incrível, graças à arte pela qual tanto se dedica há anos... E tem um aluno bem querido, o David, o qual foi nomeado também Supertacchi de sua escola e é seu pupilo...  
 O que gostei no livro foi essa coisa das artes marciais mesmo... como faixa preta apaixonada pela arte que faz, eu sinto falta de ler textos cujos personagens lutem alguma coisa... Não, essa arte Kotä-Shu não existe, ela foi criada exclusivamente para a história, mas ela tem toda uma filosofia que faz lembrar algumas outras que conhecemos/ouvimos falar... 
 Outra coisa que curti bastante é que geralmente os livros de fantasia tem termos próprios e o Ricardo teve todo o cuidado de colocar umas notinhas de rodapé na primeira vez que os termos apareciam, explicando o significado e como se pronunciam as palavras! Achei sensacional! 😊 
 Além dos personagens principais, tem a aparição de dois adicionais, a Sarah e Eduardo Macabro, que dão a ação lá pelo meio do livro. Sarah aparece fugindo de Eduardo Macabro, um assassino em série que já veio matando muita gente com uma motosserra em outra cidade e agora estava em Cárs, perseguindo Sarah e sua irmã. A irmã morre, mas Richard e Kai conseguem salvar Sarah, por algum motivo que Richard ainda não sabe, mas que mexe bastante com sua cabeça e o faz se lembrar de coisas que não deveria... ou será que deveria?... 
 Quando eu li as cenas de ação, estava imaginando de fato o que o autor teve todo o cuidado de descrever. Sim, é um ritual de sacrifício, então alguém tem que morrer e ele não teve pena ao descrever os detalhes das mortes... Confesso que ao mesmo tempo que fiquei fascinada com os detalhes, pois assim deu para imaginar bem o que o autor pensou, me deu também muito medo... 
   E quando o ritual começa, Barbara, Kai, Richard e David precisam impedir que as forças do Mal cheguem e exterminem a Humanidade. E assim eles começam a descobrir coisas sobre mundos paralelos, espirituais e demonstram poderes incríveis para lutar contra o mal. 

"A Segunda Era haverá de acabar, 
Em um horrendo e monstruoso Apocalipse, 
Onde a bondade morrerá 
E a sorte se extinguirá."
   Se eles vão conseguir de fato impedir o fim da Humanidade e o surgimento do Mal na Terra, não sei... Isso só com os próximos dois livros da trilogia... mas o que posso afirmar é que se você curte um livro de fantasia, o livro é esse. 
   No começo não levei muita fé, mas depois os personagens se desenvolvem de um jeito que você não consegue parar de ler até saber o que vai acontecer com eles na próxima página. A história ficou muito bem amarrada, com todos os personagens bem colocados e nenhum deixado para trás. Eu li a versão em ebook, enviada pelo autor, maaaaaas vocês podem conferir a obra completa no Wattpad
   Além disso, a obra impressa em breve estará em pré-venda na Amazon e o lançamento oficial com previsão para novembro. Então não percam a oportunidade de ler um livro de fantasia, "made in Brazil". 😉

   E... agora apresentando a vocês nosso novo autor parceiro:



Rodrigo Picon

Foto: Rodrigo Picon


   Rodrigo Cesar Picon de Carvalho é advogado, escritor, poeta e contista. Desde criança, sempre inventou histórias e almejou ser escritor quando crescesse. Nasceu seu primeiro livro em 2011 e nunca mais parou. É autor do horrendo “O Massacre no Colégio Itahtari”, do assustador “O Menino e o Palhaço”, do livro de poesias “Um Olhar entre Dois Poetas”, onde escreveu junto de sua namorada, a poetista Carla Discila Detomi, da fantasia “Segredos” e de inúmeros contos de terror, espalhados internet fora, sua maior paixão. No campo do Direito, é autor dos livros “Código de Defesa do Consumidor Comentado”, “Direitos Difusos e Coletivos Comentado” e de artigos acadêmicos na área do Direito. Foi convidado para participar de um evento jurídico em Bari, na Itália, no ano de 2015.  Reside em São João del Rei com seus pais e irmão.

Vocês podem saber mais sobre os outros livros de Rodrigo Picon em:

Wattpad

Luvbook


    E vocês, já tinham ouvido falar sobre o autor? Ou sobre sua obra? Conta pra mim, bora conversar! 
    Até mais! 😉



















16 comentários :

  1. Oi, Hanna.
    Que legal esse livro embora não seja o tipo de leitura que me conquista.
    Gostei de saber que o autor não polpa ninguém rs.
    Parabéns pela parceria.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camila, realmente ele não poupa ninguém! kkk
      Obrigada pelos parabéns e pela visita! =)
      Bjks e seja sempre bem vinda! =)

      Excluir
  2. Que bacana este post, Hanna
    Parabéns pela parceria!!
    Não conhecia a escrita do Rodrigo, mas fiquei curiosa
    Bjks mil, querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Clauo! =)
      Que bom que ficou curiosa, se tiver a oportunidade de ler o livro depois, me conte o que achou! =)
      Bjks!

      Excluir
  3. Não conhecia o autor, nem o livro, mas confesso que a história não me chamou a atenção. O nome O Mundo dos Instrumentos Fractais me lembrou muitos a série Instrumentos Mortais e ao ler tua resenha a história me lembrou algumas outras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? O que mais te lembrou?
      O nome é semelhante mesmo aos Instrumentos Mortais, mas enfim, questão de gosto... rsrs Nem sempre agrada todo mundo! =)
      Bjks!

      Excluir
  4. Um bom autor vc fez parceria, nn conhecia mas agr ja posso dar uma olhadinha.

    ResponderExcluir
  5. Ainda não conhecia nenhum dos dois, mas sendo recomendado por você já sei que são excelentes ! Adorei a forma como você trouxe o texto, parabéns mais uma vez ! Curiosa para ler mais sobre as histórias do Rodrigo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lana! =)
      Espero que curta a leitura! Bjks e obrigada pela visita!

      Excluir
  6. Confesso que o conteúdo do livro, pelo que contou, é bem diferente do que eu estava imaginando que seria quando estava no início do post, gostei bastante. Só está disponível em plataforma digital?
    Agenda Aleatória

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sabrina, que bom saber disso! =)
      Olha, por enquanto só tá disponível em versão digital, mas a impressa está em pré-venda. Logo logo será o lançamento oficial! =)
      Bjks e obrigada pela visita! =)

      Excluir
  7. Achei a história bacana, mas vou confessar que não é o tipo de livro que eu leria. Apesar dos detalhes da escrita do autor, pelo enredo e até pela capa, não foi algo que me chamou a atenção!
    Mas o post ficou ótimo, muito bem escrito e organizado haha Seu blog é um amor!
    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownt! Fico feliz ao ler isso Lukas! Que bom que gostou do Mundinho! =)
      Seja sempre em vindo por aqui, viu? E com relação ao livro, é questão de gosto mesmo, cada um tem o seu... rsrs
      Bjks!

      Excluir
  8. primeiro parabéns pelo beda!! Só quem está fazendo sabe o quanto corrido é postar todos os dias!! O livro não faz muito meu estilo mas é sempre bom saber de outros tipos de literatura além do que estamos acostumados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Yasmin! De fato é bem corrido lidar com esse desafio, mas estamos sobrevivendo... rsrsrs
      E sim, é muito importante sair da zona de conforto literário e ver outros títulos. Bjks e obrigada pela visita! =)

      Excluir

Obrigada pela visita! Agora deixe uma blogueira feliz, comente, compartilhe e seja sempre bem vindo no Mundinho da Hanna! =)