Amantes do cinema | Os 7 de Chicago

em 19 novembro 2020

    Olá meu povo, como estamos? Hoje eu vou falar sobre um filme que está no catálogo Netflix e estreou há pouco tempo, Os 7 de Chicago, que foi baseado em fatos reais


Os 7 de Chicago | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix



[ALERTA: Esse filme tem gatilhos de violência, racismo e abuso]


Ficha técnica

Filme: Os 7 de Chicago

Gênero: Drama, Suspense, Histórico

Duração: 2h09min

Ano: 2020

País: Estados Unidos, Reino Unido, Índia


Baseado em uma história real, o longa Os 7 de Chicago acompanha a manifestação contra a guerra do Vietnã que interrompeu o congresso do partido Democrata em 1968. Ocorreram diversos confrontos entre a polícia e os participantes. No total, dezesseis pessoas foram indiciadas pelo ato.


Os 7 de Chicago | Netflix


   Normalmente, quando vemos filmes e séries de época, temos toda aquela magia de como seria viver naquele século, naquele ano específico, com tantas aventuras e figurinos maneiros para dar aquela nostalgia. 
  Mas a gente sempre esquece de pensar que nem tudo são flores e nem todos os dias as pessoas vão viver aventuras legais, nem estarão sempre bem arrumados e dançando as músicas da moda. 
  Nossa História tem momentos fantásticos, mas também tem momentos tristes e sangrentos, marcados por lutas que marcam nossa trajetória, atos que mancham nosso passado e só trazem dor para quem de fato viveu naquela época. 
  Os 7 de Chicago mostra exatamente um momento sangrento como esse de nossa História. Baseado em fatos reais, ele nos conta sobre a reação dos americanos à Guerra do Vietnã, que já não descia mais para muita gente. 


Os 7 de Chicago | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix


  Decididos a protestar pacificamente contra a guerra, bem no dia do Congresso Democrata, em 1968, eles deram início ao evento que marcou a vida de muita gente, especialmente do Direito, como um dos julgamentos mais longos e famosos da História. 
  Aos poucos, conhecemos os réus nesse julgamento: Abbie Hoffman, Jerry Rubin, David Dellinger, Tom Hayden, Rennie Davis, John Froines e Lee Weiner. Pais de família, jovens estudantes, jovens não estudantes, revolucionários, pacifistas... 
 Cada um do seu jeito estava disposto a lutar contra um sistema que só levava jovens à morte, em nome do que o governo chamava de patriotismo.     
  O problema era que o governo não via como protesto e, sim, como baderna pública, e reagiu prendendo os líderes de cada veia do movimento. 
    

  

Os 7 de Chicago | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix


  Com um tribunal totalmente lotado, os representantes do protesto eram assistidos por seus seguidores, de dentro e de fora do tribunal. 
  O filme é relativamente longo e triste, mas você acaba assistindo e se diverte com algumas situações. 
   Isso porque, apesar de ser um filme baseado em fatos reais, mais parecia uma comédia pastelão em alguns momentos, dado o despreparo que o juiz apresentava. 
   Mas, o que poderia ser engraçado em alguns momentos, em outros te gera revolta, vergonha e nojo. 
   Era nítida sua falta de compostura, sua falta de profissionalismo e, mais ainda, de respeito às pessoas que estavam ali sendo julgadas e até os advogados e promotores.     


Os 7 de Chicago | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix


   Apesar de tentar me lembrar que o filme retratava uma sociedade de 1968, onde os negros estavam numa luta pelos Direitos Civis e eram sempre alvo de atrocidades (e ainda hoje, pouco mudou), foi difícil olhar para algumas cenas sem querer voltar no tempo e dar uns tabefes naquele juiz, embora eu soubesse que seria desacato.


Os 7 de Chicago | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix


   

  O filme se passa em cenas bem escuras na maior parte do tempo, acho que para retratar a fase sombria que o povo passava naquela época. 
  O que combinou perfeitamente com o cenário, que realmente não era bonito. Além disso, vemos aqui o quanto um governo pode manipular fatos para dizer que é inocente e o povo é que tá errado. 
  Vemos também o quanto pessoas podem ter diplomas das melhores universidades, mas não tem um pingo de caráter, nem de educação e respeito ao próximo, que deveria ter vindo de casa. 
   E o que é pior ainda... O filme nos conta um fato de antes da década de 1970, mas olhando para ele, parece que estamos vendo um julgamento atual, o que mostra que não mudamos nada, ou quase nada enquanto seres humanos. 


Os 7 de Chicago | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix


Os 7 de Chicago | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix


  De fato, nem tudo são flores. Às vezes precisamos de momentos como esses para aprender nossas lições. 
  Não que iremos nos orgulhar deles, mas iremos olhar para eles e, ao menos tentar ver os exemplos que nos foram deixados tempos atrás.   
  Os réus dessa história dão um show de atuação, com uma interpretação maravilhosa, que nos cativam de certa maneira. 
  Sentimos como se estivéssemos ao lado deles, compartilhando a vergonha, a raiva que não pode ser expressada na hora, a sensação de impotência diante de um sistema arcaico e que só quer te colocar ara baixo. 

Os 7 de Chicago | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix


  Apesar de nem tudo ali ter sido real, muita coisa foi filmada só para dar emoção, ou mesmo algum toque cômico no meio da trama, é um filme bastante crível, que te pica e te morde e te faz refletir sobre o que estamos plantando em nossa História. 
  É um filme que recomendo bastante, mas aconselho que assista quando estiver emocionalmente bem para tal. 



  Vocês curtem filmes baseados em fatos reais? Já assistiram esse filme? Me contem aí! ;)


34 comentários:

  1. Oi, Hanna!

    Esse filme tem atores ótimos! Não lembro de ter visto pela Netflix, mas vou deixar salvo na lista pra assistir. Adorei a resenha!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não conhecia, até ver no catálogo. Mas deve ter em outros lugares também... rs

      Excluir
  2. Excelente dica. Gostei bastante da resenha.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  3. Saber que é baseado em fatos reais deixa a história mais surpreendente. Ainda não conhecia o filme.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu fico agoniada pensando que as coisas ali de fato aconteceram.
      Mas vale a pena o filme, recomendo. =)

      Excluir
  4. Oie,

    Não conhecia a obra, mas o tema é bem legal, ainda mais por ser baseado em fatos verídicos.
    Quando tiver um tempinho vou tentar assistir.


    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  5. Oi, Hanna. Como vai? Me parece um filme incrível. Gostei da dica. Sua resenha está ótima. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Hanna, eu tinha visto a dica desse filme no blog Mata Hari e já tinha ficado interessada. Agora com o seu post fiquei com mais vontade ainda de assistir. Gosto muito de filmes baseados em fatos reais. São ótimas oportunidade para aprendermos mais sobre história do mundo e da humanidade. É triste ver que fatos absurdos ocorridos no passado ainda nos passem a sensação de realidade atual, né? Nem assisti ao filme ainda, mas já estou com vontade de dar tabefes no juiz.
    beijos
    Chris


    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme é incrível mesmo, viu? O elenco está sensacional e a história é muito revoltante, mas necessária, recomendo.

      Excluir
  7. Ei, Hannah, tudo bem? Eu gosto muito dessas séries e filmes de época. Ainda por ter essa temática de guerra, a gente estuda tanto lê livros sobre essas coisas. Mas é um máximo ver essas histórias ganhando viva nas telonas.


    Books House

    ResponderExcluir
  8. Adoro quando o filme/série é baseado em fatos reais. Vou assistir esse com certeza.

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  9. Oioi! É bem triste quando nos deparamos com filmes que retratam épocas anteriores, mas ainda nos parecem tão atuais (ainda mais tendo em vista os últimos acontecimentos). Não sou tão fã assim de filmes baseados em fatos reais, mas vejo um ou outro de vez em quando, e esse acabou de entrar pra minha lista. Adorei a crítica. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou. Eu também não sou muito de ver filmes baseados em fatos reais, mas esse chamou bastante atenção e vale bastante a pena, viu. ^^

      Excluir
  10. Olá, Hanna.
    Eu geralmente gosto de filmes que se passam dentro de um tribunal. Mas nesse momento acho que esse filme em especial não é indicado para mim que estou fugindo de filmes assim. É um absurdo vermos como ainda temos as mesmas reações racistas e pouca coisa mudou em anos.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super te entendo Silvana. Mas sim, é revoltante ver que certas coisas não mudam na sociedade, mesmo que se diga "avançada"... =/

      Excluir
  11. Eu particularmente acho bem dificil realizar um filme baseado em fatos reais, ainda mais quando o assunto tem relevancia histórica como o abordado pelo filme. Pois bem, deu curiosidade de ver...

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia essa história. Bastante interessante... Mesmo eu não tendo muita afinidade com esse tipo de história. Esses contextos as vezes me deixam desconfortável. Mas sei que meu marido, que é Cientista Político, vai adorar conhecer.
    Gostei da parte que vc fala a respeito de que nem tudo eram as roupas daquela moda, ou as músicas que bombavam na época. Cada povo tem sem mal, suas dificuldades, seus dias tenebrosos.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo agora Carol! Espero que seu marido curta o filme.

      Excluir
  13. Oiee minha flor!! Vi esse filme no catálogo logo que estreou. Já coloquei na minha lista. Louca para ver.

    Passa lá no blog que eu vou adorar ver sua opinião sobre minha nova postagem.
    Beijos,
    Paloma Viricio

    ResponderExcluir
  14. Olá, Hanna! Essa é a primeira vez em que leio algo comentando sobre esse filme que faz parte do catálogo da Netflix. Acho interessante o filme ser baseado em fatos reais, pra enriquecer com fatos históricos também. Além de trazer certa reflexão necessária. Achei bacana trazer esse toque cômico na trama. Ótimo conhecer a sua opinião!

    ResponderExcluir
  15. Eu gosto muito de filmes baseados em fatos reais, mas, claro, sempre eles dão aquela mescla. Gosto muito do ator que fez 500 dias com ela, vi que ele está no elenco e gostei. Também acho importante pensar sobre o legado que deixamos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, viu? Temos que pensar em que mundo estamos deixando para os futuros habitantes.

      Excluir
  16. Oi Hanna, tudo bem? Apareceu pra mim esse filme e até assisti o trailer se não me engano. Nos últimos dias não tenho visto Netflix então acabei esquecendo. O que me chama atenção nessas produções assim como você falou é o período histórico. E com ele a trilha sonora, o figurino, a edição de imagem e muitas outras características que nos remetem àquela época. Gostei da escolha do elenco. Esse ator que fez o papel de juiz já participou de ótimos filmes. Está na minha lista de favoritos. Quem sabe assista essa semana. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente eles tinham esses figurinos bem marcantes, mas nem tudo era só moda e música, tinha uma marca de lutas, que a gente sempre deixa de lado e não pensa muito... Espero que goste do filme.

      Excluir
  17. Já estou com este filme na lista para ver, ouvi ótimos comentários sobre.
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e seja sempre bem vindo ao Mundinho da Hanna.
Ficarei imensamente feliz com seu comentário, desde que:
- Não contenha palavras de baixo calão;
- Não seja span.
Os comentários costumam ser respondidos nos finais de semana. =)
Bjks!

© Mundinho da Hanna | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.
Topo