24 horas com meu ídolo

em 12 março 2020

   Olá meu povo, como estamos? Hoje temos a resenha de uma leitura finalizada recentemente e que ganhou meu coração: 24 horas com meu ídolo, uma antologia escrita por várias autoras brasileiras e organizada por Raffa Fustagno.


24 horas com meu ídolo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

   Essa é uma das leituras participantes de nosso projeto #12livrospara2020. Esse projeto é feito em parceria com as meninas do MãeLiteratura e Pacote Literário.

6/12

Livro: 24 horas com meu ídolo

Organizadora: Raffa Fustagno

Editora: Fora da Caixa

Páginas: 196

Ano: 2019

Skoob | Amazon




Você já ouviu alguém dizer que ser fã é perda de tempo? Que seu ídolo muitas vezes nem sabe que você existe? Você está com o livro certo! Aqui perda de tempo é não ser apaixonado por nada, não vibrar com uma música nova, com o lançamento de um filme ou o jogo do atleta que você venera. Nós sabemos a importância de uma foto e de um autógrafo. Venha se deliciar em sete histórias sobre como admirar alguém pode ser uma experiência única. Afinal, todos os nossos protagonistas têm apenas 24 horas para viver esse sonho junto com seus ídolos. Por acaso, você já pensou em como seria conhecer o seu e o que diria para ele? Então, junte-se a nós! Quem sabe, um dia, será você quem contará uma história?!

24 horas com meu ídolo


 
   Todo mundo tem alguém que admira muito, seja na ficção ou na vida real. E, quando essa pessoa é da vida real, mas é famosa, a gente acaba sonhando com o que faria ou diria se tivesse a chance de ter ao menos uns minutinhos perto dessa pessoa.
   Mas... e se você tivesse 24 horas para ficar com seu ídolo? Isso mesmo, um dia inteirinho, para você ficar pertinho da pessoa que te inspira, de alguma forma, a ser quem você é hoje? Eu mesma não sei o que faria se ficasse perto de Anne Rice, só minha autora favorita da vida, que me tornou a leitora que sou hoje. Como ela reagiria se soubesse que transformou minha vida de uma maneira tão profunda?
   É com questões como essa, que movem a imaginação de muitos fãs, e pelas quais sete autoras foram convidadas a escrever a antologia '24 horas com meu ídolo'. Aqui, mesmo que sejam nomes fictícios, fica fácil saber quem são as pessoas famosas de quem elas são admiradoras.
   E, como são contos independentes, cada uma deixou sua imaginação fluir mesmo, contando como seria seu encontro ideal. Então temos romances acontecendo, igual em filmes, encontros casuais com pessoas em locais públicos, encontros inimagináveis, que só aconteceriam em sonho mesmo...
   Tudo é permitido nesse livro. O que achei mais legal é que parece que todas elas combinaram de ter uma escrita bem levinha. E a sintonia ficou tão grande, que a gente só sabe mesmo quem são as autoras, pois antes de seus respectivos contos, temos uma breve biografia delas, onde elas fazem agradecimentos e falam um pouco sobre seus ídolos reais.


"Como você conversava com seu maior ídolo? Como você dirigia uma palavra a alguém que tinha mudado tanto a sua vida e nem te conhecia?" 


   Se não fosse por isso, eu não notaria mesmo a diferença entre as escritas. Não sei se essa era a ideia, mas funcionou. Exatamente por isso, consegui ler em pouquíssimos dias, só porque estava curtindo uma preguicinha de carnaval e alternando entre séries e filmes. Se não fosse isso, teria lido tudo em poucas horas, isso sim. 😍



24 horas com meu ídolo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

   Como são contos bem curtinhos, não posso me aprofundar muito neles, se não acabo dando um spoiler atrás de outro (rsrsrs).  Mas posso dizer que a leitura é bem fluida, com muitas cenas que vão te arrancar sorrisos frouxos, darão aquele quentinho no coração e ainda te deixarão muito p* da vida. 
  Dentre os sete contos, devo destacar o conto da Gaby Brandalise, 'A norma de amor oculta', onde ela faz uma mistura de filme adolescente de Sessão da Tarde com dorama, mas que no final deu certo. Confesso que foi um final que eu estava torcendo para acontecer, mas ainda assim, ficou meio aberto. Então o final que eu gostaria que tivesse acontecido se encaixa perfeitamente nele. 💓 
   Outro que se tornou o meu favorito foi 'Uma chance em mil', da Marinna Leão. Ela escreveu um dos contos que mais amei, por que mostrou um pouco de girl power. Não que os outros não tenham um pouco também, mas esse foi o que mais gostei, pois estava mais presente. Principalmente porque fazia parte do sonho de nossa protagonista. E, apesar de eu não curtir muito o esporte que é citado nele, foi o que mais me senti no cenário, principalmente porque ela conseguiu descrever em poucas palavras (já que era um conto), tanta coisa, que eu tava me sentindo na pele da protagonista e sentindo as mesmas emoções.   


"Eu peguei minha mochila e respirei fundo. Segui o caminho que estava bem à minha frente."


   E o que mais me representou, apesar de não ser a mesma linha de pesquisa, foi '24h no aeroporto', da Camila Costa. Esse conto me representou mais porque nossa protagonista é uma cientista! Sim, embora ela seja astrofísica e eu paleontóloga, linhas completamente diferentes, ela me representou porque era uma menina que lutou para estudar fora, conseguiu fazer seu mestrado numa universidade de ponta e, ainda assim, tem uma vida e tempo para ser fã de alguém. 


Leia também: Anjos e demônios


   Além disso, contos e livros com protagonistas assim me chamam mais atenção, principalmente por ainda serem poucos os que retratam as aventuras de mulheres cientistas. Amo ver minha profissão retratada na literatura, assim mais pessoas sabem que mulheres podem fazer tudo, até mesmo ciência! Aliás escritorxs e editoras, fica aí a dica para possíveis novos protagonistas de suas histórias! 😉  
  Apesar de ser um livro relativamente fininho, com pouco menos de 200 páginas, é aquele livro que vai te dar aquele quentinho no coração várias vezes, especialmente nas cenas de romance. Além disso, o fato de serem contos independentes se torna uma vantagem, já que você não tem a obrigação de ler os contos na ordem. O que também é ótimo para quem tem uma rotina corrida, mas não quer abandonar o hábito da leitura. 😉
   

24 horas com meu ídolo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

   Falando sobre o livro em si, eu tenho um xodó pela minha edição, por ser autografada pela organizadora Raffa Fustagno. Além disso, amei a arte da capa, em tons de verde bem amorzinho, e retratando um dia na vida de uma fã, acompanhando seu ídolo em algum trabalho; uma cena que se repete na vida da gente, mesmo que a gente não note ou não admita (rsrsrs).
   O livro é pequeno e bem levinho, com capa impressa em papel cartão e as páginas em papel pólen, o que é ótimo para minha vista. A revisão está de parabéns e os capítulos estão divididos com as biografias/agradecimentos de cada autora.
   Achei bem legal essa ideia, pois assim temos a impressão de estarmos mais próximxs da mente que idealizou aquela história. E, como são cenas idealizadas de como elas encontrariam seus ídolos, podemos sofrer, rir e até sonhar junto com elas, até mesmo identificando gostos em comum.
  Outro detalhe que achei um charme na edição foram, literalmente, os pequenos detalhes. Cada página é marcada com um coraçãozinho, o que deixou um toque bem amorzinho no livro. Além disso, cada conto tem uma gravura que te remete ao tema que será abordado nas próximas páginas, coisa que ficou bem criativa e charmosinha.     


Leia também: Realidades adaptadas


   Para quem não conhece, a organizadora dessa antologia, a Raffa, é uma autora cariosa, que tive a oportunidade de conhecer pessoalmente um tempo atrás. Ela é um amor de pessoa e de escritora, apesar de não ter citado o conto dela como um de meus favoritos (gostei de todos, mas tive que escolher três para citar aqui, rsrs), foi um dos que mexeram com minha mente, porque o objetivo dela foi cumprido e me deixou confusa entre realidade e ilusão até o final.
   Super recomendo a leitura desse livro, por ser rapidinha, leve e divertida. Do jeito que me identifiquei com algumas protagonistas, creio que você também vai se ver em alguma(s) delas.
   Fora que é uma ótima recomendação, se procura livros escritos por mulheres e, ainda, uma obra de literatura brasileira. Com todos esses elogios, minha nota só podia mesmo ser a máxima, né? Então, lá vão 5 estrelinhas! 😉





   Para comprar o livro, vocês podem conseguir no site da editora ou através do link abaixo:




   Já leram esse livro? E a organizadora, conhecem? O que acharam da resenha? Me contem aí! 😉



32 comentários:

  1. ah legal conhecer esse livro,quem nunca foi fã de alguem né? lembro mt da minha adolescencia

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Oi Hanna, já fiquei curiosa com esse livro. Fiquei aqui pensando em um dia com Barack Obama. Kkk. Eu teria um treco. Kkk
    Beijos
    Chris


    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, seria realmente um encontro para ficar na história! kkkk
      Bjks!

      Excluir
  3. Oi, Hanna como vai? Adorei a resenha e poder conhecer o livro através de sua análise me deixou curiosíssimo por ler a obra. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Hanna,
    Não conhecia o livro, apenas a organizadora. A Raffa tem alguns livros publicados e eu já li um conto dela, gostei bastante na época em que li!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela tem uma escrita muito fluida, curti bastante, viu?
      Bkjs!

      Excluir
  5. Adorei sua resenha e a premissa desse livro , me fez pensar em como eu reagiria na frente do meu ídolo do coração eu confesso que não sei , só de pensar fico com os nervos a flor da pele hahahaha , amei a capa do livro e concordo com você, quando o nosso livro é autografado sempre adquirimos um gostinho de amor por ele.. adoro livros de contos , não sei te explicar o motivo mas eles sempre me chamam mais atenção , fiquei empolgada para ler esse livro!

    Bisou Bisou Isa do Le Portrait de Isa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles devem chamar atenção por serem mais rapidinhos de ler, né? Pelo menos para mim funciona assim, acho mais leves e são rapidinhos, ótimos para aqueles dias de ressaca literária, rsrs.
      Bjks e obrigada pela visita! =)

      Excluir
  6. Oi, não conhecia o livro, me parece divertido e leve, bem providencial para o período de quarentena, acho que ficaria nervosa de passar um dia inteiro com Clarice Pínkola Estes, mulher e escritora que tenho estima pelo trabalho. Gostei de você ter escolhi três contos para falar, imagine se fossem todos, a resenha iria ficar enorme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, iria ficar uma resenha gigante, fora que a chance de spoiler seria muito grande também... rs
      Bjks e obrigada pela visita! =)

      Excluir
  7. Achei ótima a proposta dessa antologia escrita por várias autoras brasileiras! Sua resenha ficou tão bem feita, que deu vontade de conferir agora. Ainda mais, por ser escrito por mulheres da literatura brasileira. Gostei bastante de conhecer! E já vou lá procurar na Amazon e baixar no Kindle pra ler também e matar a curiosidade pela leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber disso Debora! Agora com a quarentena, tem um monte de livros que estão de graça para o povo ler em casa... Aproveita!
      Bjks!

      Excluir
  8. Que amor! não conhecia o livro, mas já adorei a premissa, parece ser uma obra extremamente gostosa de se ler, acredito que todos nós temos que realmente "vibrar" por alguma coisa, os nossos gostos fazem parte da nossa personalidade!

    Parabéns pelo seu Trabalho

    Bjs Aruom Fênix

    Blog Leituras de Aruom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da resenha. Bjks e obrigada pela visita! =)

      Excluir
  9. Eu ADORO antologias. Geralmente sou viciadinha nas de terror/horror/suspense. Mas, confesso que eu gosto de ter "na manga" umas histórias mais levinhas às vezes para intercalar.
    E que livro curtinho, né? Acho que realmente dá pra passar umas horinhas agradáveis.
    Adorei sua dica!!!
    Beijocas

    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente são horinhas bem agradáveis e ótimas para intercalar com as leituras mais pesadas, que compartilho o gosto contigo. Bjks e obrigada pela visita! =)

      Excluir
  10. Oi, tudo bem? É impossível não ser fã de alguém, ainda mais se tratando de ator, autor, cantor. Sempre terão aqueles que nos chamam atenção. Antes gostava muito dos Backstreet boys meu sonho ir numa apresentação deles. Também já quis conhecer a Taylor, Demi, Selena. Imagina conhecê-las de perto? Um sonho! Já realizei o sonho de conhecer Fernando & Sorocaba, Luan Santana, Maria Cecília e Rodolfo, foi bem legal. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é impossível não ser fã de alguém em algum momento da vida. Que legal que você conseguiu conhecer suas ídolos! S2 É uma sensação incrível, né?
      Bjks!

      Excluir
  11. nao conhecia esse livr legal conhecer ele, parece ser bem fofo, nem sei o que eu faria caso passasse 10 minutos com meu idolo hahah quem dira 24 horas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahhaha
      Já vai pensando, vai que você consegue um dia? ;)
      Bjks e obrigada pela visita!

      Excluir
  12. Olá, Hannah. Acredita que não conhecia o livro nem a organizadora/escritora?

    Apesar da proposta parecer divertida, não seria o tipo de leitura que me vejo fazendo. É algo que difere em muito dos generos que costumo ler...
    Mas queria muito passar 24 horas com Leonardo DiCaprio, nossa, meu sonho kkkkkkk

    Küss 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tudo questão de gosto, relaxa... ;)
      Espero que você consiga um dia realizar seu sonho. S2
      Bjks!

      Excluir
  13. Oi oi querida,
    Eu já li livros do gênero, e até gosto pra passar o tempo ou curar uma ressaca literária. Gostei bastante da resenha, e fiquei feliz que tenha gostado da obra. Espero ler um dia, e gostar também, porque amei a sua sinceridade e amei saber de alguns contos.


    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  14. Tenho muitos ídolos. Alguns deles são pessoas reais, outros são personagens fictícios. Eu acho muito gosto, de verdade. Sabe, ficar ansioso esperando notícias, novos lançamentos. Quando sai alguma coisa nova, você consome tudo de uma vez com gosto.

    Eu acho que deve ser muito chato viver sem ser fã de nada.

    Achei o conceito desse livro bem legal, mas já ouviu aquela expressão de que é sempre decepcionante conhecer o ídolo? Fico me perguntando se acontece algum assim na história.

    Adorei a dica, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não posso dizer se acontece ou não, porque aí já seria spoiler... rsrs Mas recomendo que descubra, pois tem de tudo ali... kkk
      Bjks!

      Excluir
  15. Quando vi o nome da Gabi ali e você dizendo que é uma maitura de sessão da tarde com dorama eu já imagino um pouco de como deve ser e tô curiosa com a obra, a premissa é bem legal e tem a Gabi como uma das autoras!

    ResponderExcluir
  16. Oi Hanna
    Que delícia de dica! Adorei!
    Não conhecia este livro, mas já coloquei na minha lista.
    Que edição fofa, amo livros assim, tão bem cuidados
    Adoro nossa parceria nesta TAG.
    Bjs e até abril
    Claudia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Clauo! Espero que goste da leitura também, quando tiver a chance de conferir.
      Bjks!

      Excluir

Muito obrigada pela visita e seja sempre bem vindo ao Mundinho da Hanna.
Ficarei imensamente feliz com seu comentário, desde que:
- Não contenha palavras de baixo calão;
- Não seja span.
Os comentários costumam ser respondidos nos finais de semana. =)
Bjks!

© Mundinho da Hanna | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.
Topo