O segredo do templo

em 21 janeiro 2020

   Olá meu povo, como estamos? Hoje temos a indicação de uma das séries estrangeiras na Netflix, 'O segredo do templo'.

O segredo do templo




Em Istambul, uma pintora embarca em uma jornada pessoal ao descobrir segredos universais sobre um sítio arqueológico em Anatólia que tem ligação com seu passado.

   Atye é uma pintora em ascensão. Vinda de uma família rica e bem relacionada, ela está prestes a mostrar para o mundo sua arte. Trabalha no que gosta, tem um noivo lindo e rico, está prestes a se tornar famosa, é linda, jovem, tem tudo o que quer... Vida perfeita, não?
  Enquanto isso, do outro lado do país, o arqueólogo Erhan está prestes a se tornar famoso também, ao terminar os trabalhos de seu pai, um também arqueólogo, e fazer uma das maiores descobertas da Humanidade. Ele descobriu  que seria o templo mais antigo do mundo, mais antigo do que as próprias pirâmides ou Stonerange.

O segredo do templo
Foto: Divulgação

  O que esses dois tem em comum? Nada... e tudo! Atye passou sua vida inteira sonhando com um símbolo estranho. Símbolo esse que ela desenhava tanto, que passou de parte dos seus sonhos para sua realidade, retratado de várias maneiras diferentes em telas, que estão para ser expostas numa galeria super chique de Istambul.
  Acontece que esses símbolos são exatamente parte de uma religião muito antiga, religião essa até então desconhecida, e descoberta pelo nosso arqueólogo no mesmo dia da exposição da moça. Coincidência? Plágio? Carma? Golpe publicitário? Quem olha de fora, pensa logo que poderia ser um marketing muito bem bolado, para ambos os lados.
   Mas, e se eu te dissesse que esses dois nunca se viram na vida? Pois é. Atye é perturbada por pesadelos envolvendo esse símbolo tem tempos, toda sua família fala que é apenas um sonho. Mas quando ela vê que tem um templo com exatamente esse símbolo, ela precisa conferir para saber do que se trata tudo isso e por que logo ela é atormentada com esses sonhos toda sua vida.
   Só que um campo de arqueologia não é nenhuma casa de Mãe Joana, que as pessoas chegam de onde querem e saem invadindo, e ela vai sofrer um bocado para conseguir entrar na escavação, principalmente quando der de cara com Erhan, que naturalmente a chama de louca mentirosa, quando ela diz que foi lá motivada por um sonho.

O segredo do templo
Foto: Divulgação

   Enquanto isso, seus pais e seu noivo, principalmente, estão loucos atrás de Atye, que fica cada vez mais obcecada por esse assunto, capaz até de frequentar a universidade para saber em que pé estão as pesquisas. Mas sua mãe, uma socialite que quer continuar mantendo as aparências, quer que a filha esqueça tudo isso e siga sua vida casando com um cara rico e saindo em capas de revistas chiques. Já é ruim o suficiente ter uma filha que se diz pintora, que dirá uma pintora maluca que corre atrás de templos velhos para realizar sonhos.
   Seu noivo está morrendo de ciúmes por conta dessa aproximação entre Atye e esse cara ques urge do nada, se dizendo interessado em pesquisa. E quer se juntar na missão de sua sogra para separar esses dois antes que seja tarde. 
   Lendo assim, você pensa que é mais um dramalhão mexicano... mas está completamente enganadx! Primeiro, que não é mexicano, é turco (ba tum dax), segundo que é aí que os mistérios vão começar. Quando Atye começa a ficar muito obcecada com essa história da descoberta do templo, sua família faz de tudo para impedir, inclusive dizer que ela sofre de esquizofrenia.
  Tudo começa a fica mais esquisito quando ela diz que viu uma velha explicando a ligação dela com o bendito templo, mas a velha é na real sua avó, que Atye achava estar morta há muito tempo. Ela é internada por isso, já que sua mãe afirma que eram delírios da cabeça da garota.
   Mas a avó de Atye tem uma ligação muito forte, não só com o templo, mas com o passado de Erhan, que precisa descobrir porque seu próprio pai e agora essa pintora tinham fascinação pelas escavações. Junte isso ao tamanho esforço que a mãe de Atye faz para impedir que todos desconfiem da suposta morte da avó, que chega a beirar outra obsessão.
   Enquanto isso, do outro lado do país, quanto mais Erhan cava atrás de pistas que seu pai teria deixado, mas ele descobre que as escavações são um vespeiro bem grande, cujos segredos podem respingar em gerações de sua família e na de Atye.


O segredo do templo
Foto: Divulgação

  Comecei a assistir essa série sem muitas expectativas. Pelo que li na sinopse, pensei que seria algo mais voltado para filosofia, espiritualidade, coisas do tipo. Achava que ia largar logo no primeiro episódio, mas dei uma chance por causa de minha mãe, que "sentia" que seria uma boa escolha para vermos juntas. E não é que ela acertou? A gente ficou tão vidrada nos episódios, que virou a madrugada terminando a temporada, sem nem sentir que estava tarde.
  Os episódios são um tanto longos, com cerca de 40-45min cada, mas as coisas acontecem tão rápido, que você nem sente o tempo passar. A série em si é de fantasia, mas tem um pouco de scifi e muito suspense. Apesar do nome ser 'O segredo do templo' em Português, o nome original seria literalmente 'O presente'.
   E segredo é o que mais tem nesse elenco. Depois de Atye teima em descobrir sua ligação com o templo, ela vai ver que sua própria família tinha segredos para ela e para o mundo. Sua mãe nunca gostou muito de Atye, a verdade era essa. Ela vive dizendo que quer proteger a menina, que quer que ela seja feliz e sabe o que é melhor para a menina. Mas ela na real tem é medo da garota, pois sabe que ela herdou a "coisa estranha" de sua avó. Todos na família tem um sinal em forma de sol, inclusive Atye. Esse sinal vem de gerações, marcando o passado de sua família por gerações, passado esse que sua mãe quer negar para todo o sempre, como uma forma de libertação, mas só lhe traz medo e amargura.
   Atye é uma mulher que todos diriam ser boazinha. Mas ela mesma tem seus momentos de bruxa má. Com ela, vimos que pequenas atitudes nossas podem nos fazer pessoas ruins. Sabe aquele ditado "cuidado com o que deseja, pois você pode conseguir"? Então, Atye se faz de cobaia para que todos nós enxerguemos nossos momentos como ela, que temos, mesmo que tenhamos esquecido. Todos nós somos pessoas ruins, desejamos o mal em algum momento.
  Mas é o que fazemos com esse "lado ruim" que nos torna o que somos. O que você faria se pudesse voltar no tempo e se revisitar? Ver o que você fez de ruim com outras pessoas e até consigo mesmo? Faria diferente? Faria igual? São com decisões como essas que Atye começa a ser atormentada e deixa as cenas até angustiantes.
   Erhan também tem momentos como esses, assim como todos os outros personagens. E no meio de tantos questionamentos, todos estão ligados de alguma forma ou de outra ao tal templo, que parece trazer cada vez mais mistérios a serem revelados sobre nós mesmos. E se você fosse confrontadx com esses segredos que esconde até de si, o que faria? No decorrer dos episódios, todos os personagens tem algo que interfere na vida de outro de outro núcleo, o que te faz pensar em como tem tanta coisa entre o céu e a terra, mas a gente não pensa nisso e acha só o nosso umbigo importa.
   Some-se a isso o suspense e muitas cenas de "tiro, porrada e bomba". Sério, nunca vi uma série com uma combinação tão grande de assuntos, mas que no fim desse tão certo. Para quem não sabe, 'O segredo do templo' é uma série turca, disponível na Netflix, que estreou no final de 2019.
   Tem apenas uma temporada, mas há rumores que uma segunda seja filmada e disponibilizada até meados de 2020. Além disso, ela é baseada num livro, também turco, chamado Dünyanın Uyanişi, da autora Sengül Boybas. 
   Super indico a série, ainda mais se você curte um bom mistério. 




   Já assistiram essa série? Me contem aí! 


  

18 comentários:

  1. Oi Hanna, uau! Quero muito assistir, amo esse tema e nem conhecia a série!
    Atualmente estou terminando de assistir Spinn Out na netflix e a próxima série, já sabe né! Será essa!!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
  2. Oi, Hanna como vai? Não conhecia esta série, mas pela sua empolgação parece ser interessante. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é bem interessante mesmo Luciano, vale a pena assistir. ;)
      Bjks!

      Excluir
  3. Nossa não sabia dessa serie, adoreeei!
    Gostei da história num geral e deu vontade de assistir hehe :)

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom saber disso Val, espero que goste também. =)
      Bjks!

      Excluir
  4. Uau Hanna, amei sua indicação. Até agora não tinha visto nada sobre essa série, mas terminando de ver Anne With an E, vou começar ela! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Ainda não tinha ouvido falar sobre essa série, porém, fiquei bastante entusiasmada pra assistir! Achei o enredo bem interessante e vou tentar assistir assim que der ;)
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Estou com muitas séries atrasadas, então por mais que a indicação chame minha atenção, estou tentando finalizar as pendências primeiro kk.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  7. Eu estou tentando assistir o último episódio - o final da série, o episódio R2E8, mas só dá erro. Não passa dos 6 minutos...

    ResponderExcluir
  8. Já assisti as duas temporada amei, tem previsão qado terá a 3 temporada? Obg bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa série é incrível, né? Estou com expectativas bem altas para uma terceira temporada, viu? Espero de coração que tenha.

      Excluir
  9. Olá Hanna! Acabei a terceira temporada hoje! Revirei a internet atrás do livro que inspirou a série mas não encontrei nem tradução para o inglês. Uma pena, pois as avaliações do livro são ótimas também. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não achei o livro, só sei que é adaptação porque fala logo no começo dos episódios... =/

      Excluir

Muito obrigada pela visita e seja sempre bem vindo ao Mundinho da Hanna.
Ficarei imensamente feliz com seu comentário, desde que:
- Não contenha palavras de baixo calão;
- Não seja span.
Os comentários costumam ser respondidos nos finais de semana. =)
Bjks!

© Mundinho da Hanna | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.
Topo