Li até a página 100 e... #3: Frankenstein ou o Prometeu Moderno

em 23 novembro 2019

   Olá meu povo, como estamos? Hoje temos a terceira edição da TAG "Li até a página 100 e...". Dessa vez, trouxe minhas primeiras impressões sobre o clássico Frankenstein, ou O Prometeu moderno, de Mary Shelley. Estou lendo esse livro em parceria com a Babi Bueno, do blog Meu mundinho quase perfeito.

Li até a página 100







Frankenstein



Livro: Frankenstein, ou o Prometeu moderno

Autora: Mary Shelley

Editora: Darkside (deluxe edition)

Ano: 2017

Páginas: 299


Primeira frase da página 100:


R. "Se chegou perto do local onde jazia o corpo, fê-lo sem saber."


Do que se trata o livro?

R. Esse é um clássico da literatura de terror, que nos conta sobre um dos monstros (ou vítima) mais famosos de todos os tempos. Aqui temos Frankenstein, e nos deparamos o tempo todo com questões sobre quem é realmente o monstro e o inocente.

O que está achando até agora?

R. Confesso que sempre quis ler esse livro, já que curto o "medo clássico". Mas sinceramente, não esperava que fosse tão clássico assim. Tem um palavreado muito filosófico e estou incomodada com tantos rodeios, antes de vir logo para ação.

O que está achando do protagonista?

R. Se considerar o Dr. Victor Frankenstein, por enquanto ele é um curioso e metido a sabichão. Num ponto dou razão a ele, já que não se contenta com a resposta das pessoas que dizem serem mais entendidas que ele. O que dizem que é errado, balela e que deve ficar para trás no que respeito a conhecimento, ele realmente vai ler e estudar, para saber até que ponto seus professores tem razão. Gostei dele até certo ponto, por essa mente questionadora... Mas como ainda estamos no desenvolvimento da história, veremos se continuarei gostando dele. 


Melhor quote até agora:


"É difícil conceber a variedade dos sentimentos que me impulsionaram, como um furacão, no primeiro entusiasmo de sucesso. Vida e morte pareciam para mim fronteiras ideais que deveria, primeiramente, transpor, despejando uma torrente de luz em nosso mundo sombrio. Uma nova espécie abençoar-me-ia como criador e origem; muitas personalidades felizes e excelentes deveriam a mim a própria existência. Nenhum pai poderia reivindicar a gratidão de seu filho de maneira tão completa quanto eu revindicaria a deles." 

Vai continuar lendo?

R. Vou sim. Primeiro por ser um "desafio" proposto pela Babi (se bem que dessa vez a escolha do título foi minha, rsrs). Mas também porque sempre quis realmente ler a história que só conhecia por filmes e pedaços da história que ouvia aqui e ali.

Última frase da página 100:

R.  "De minha parte, não hesito em dizer que, apesar de todas as provas produzidas contra ela, creio e confio em sua inocência perfeita."


   Já leram esse clássico da literatura? Quem quiser adquirir essa edição, que está lindona, basta clicar no link abaixo. Lembrando que, ao comprar através dele, vocês estão ajudando o Mundinho a ganhar comissão, sem que isso altere o valor de sua compra. 😉






   Até mais!



8 comentários:

  1. Oi Hanna, tudo bem?
    Apesar de conhecer a história, nunca tive a oportunidade de ler o livro. Tenho vontade, mas se ele for todo com palavreado filosófico e rodeios, vou ter que me preparar antes para encarar a leitura.

    Até mais;
    |Mente Hipercriativa (Blog) | Mente Hipercriativa (Fanpage)|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Helaina, livros mais antigos tem esse "pequeno detalhe" do palavreado muito floreado e por vezes difícil de ler. Eu não tenho muita paciência e a leitura se torna mais longa por isso. =/
      Mas acho que você pode tentar com a ver~soa infantil primeiro, que tem um linguajar mais palatável também.
      Bjks e obrigada pela visita! =)

      Excluir
  2. Oi Hanna, eu não gosto de muitos rodeios até chegar ao ponto que precisa chegar. Me dá vontade de passar a leitura logo para chegar lá. Não sei se gostaria desse livro, não. Mas só lendo para saber. às vezes a gente se surpreende.
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Chris, espero para ver se me surpreendo, pois até agora está é chatinho mesmo... kkk
      Bjks e obrigada pela visita! =)

      Excluir
  3. Oi, Hanna como vai? Esse livro é maravilhoso, uma leitura muito peculiar. Apesar de o início haver um pouco de enrolação, como você mesmo disse na análise eu gosto bastante desse livro e, é um dos queridinhos de minha estante. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou quase na metade e ainda está enrolado... kkkk
      Mas vamos aguardar o desfecho desse livro.
      Bjks!

      Excluir
  4. ahhh eu que adoro clássicos estou com esse na minha TBR faz tempo! e lendo seu post fiquei com ainda mais vontade de ler!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e seja sempre bem vindo ao Mundinho da Hanna.
Ficarei imensamente feliz com seu comentário, desde que:
- Não contenha palavras de baixo calão;
- Não seja span.
Os comentários costumam ser respondidos nos finais de semana. =)
Bjks!

© Mundinho da Hanna | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.
Topo