Um bom lugar para ler um livro: Confeitaria Colombo + exposição

em 03 fevereiro 2018

   Olá meu povo, como estamos? Hoje temos o quadro Um bom lugar para ler um livro, com a indicação de uma exposição muito legal e mais meu relato sobre a Confeitaria Colombo, um dos lugares mais emblemáticos do Rio de Janeiro.

Um bom lugar para ler um livro



   Chega mais! 😉


   Meu amigo Erik (também um de nossos colaboradores) me convidou para um passeio no Rio, pois ele queria muito ver uma exposição do Ayrton Senna (a qual ele fez suspense até chegarmos ao local), e me fazer também uma surpresa: me levar à Confeitaria Colombo, a qual sempre quis entrar.
   Bom, na realidade fomos para ver uma exposição, mas acabamos vendo duas: uma no Teatro Riachuelo e a outra na Caixa Cultural, ambas no Centro do Rio de Janeiro.
   A do Teatro Riachuelo é a entrada para o espetáculo Ayrton Senna, o Musical, no qual conta-se a história de um dos maiores ícones da F1 do mundo. Como não ficamos para o espetáculo, vimos apenas a exposição, que está em cartaz até o dia 04/02. Ela conta por escrito como foi a carreira dele, desde sua infância até o acidente que ocasionou sua morte.
   Também podemos ver alguns modelos dos carros nos quais ele correu e o capacete que usava, além de passar por um corredor ornamentado com os percursos feitos pelo campeão.

Ayrton Senna - O musical
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Ayrton Senna - O musical
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Ayrton Senna - O musical
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Ayrton Senna - O musical
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Ayrton Senna - O musical
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna


    Nessa sessão, temos um hall com frases ditas pelo piloto e uma sala com um modelo em 3-D, no qual podemos ver ainda mais detalhes sobre os carros utilizados por ele.

Ayrton Senna - O musical
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



   Ainda nessa exposição, podemos nos sentir campeões, tirando foto num cenário que imita um podium e tem uma tela interativa, na qual você pode enviar sua foto por email e ter uma lembrança da exposição. Nem preciso dizer que aproveitamos a oportunidade, né? 


Ayrton Senna - O musical
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

   A segunda exposição entrou em nossa lista de última hora, pois chegamos à Caixa Cultural muito por acaso e descobrimos que tinha uma exposição de fotografias prestes a estrear em alguns minutos. Então não perdemos tempo, já que nunca conseguimos ver uma estreia dessas num museu (e olha que ficamos sempre de olho nas agendas dos museus!).
  A exposição se chama Rugendas, um cronista viajante:

"Rugendas foi um dos mais conhecidos artistas viajantes e, ao lado de Debret, foi responsável pela divulgação das primeiras imagens do Brasil no exterior. Em sua trajetória, retratou o país durante os anos 1820 com toda a exuberância da natureza e os costumes da população. Era como se Rugendas fosse, dois séculos atrás, um fotógrafo antes da invenção da fotografia."

   Para quem quiser ver, ele está em cartaz até 11/03/2018, com entrada gratuita, de terça a domingo.



Rugendas: um cronista viajante
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Rugendas: um cronista viajante
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Rugendas: um cronista viajante
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Rugendas: um cronista viajante
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

  E, para fechar, temos a nossa paradinha para o café da tarde mais inesquecível de minha vida... na Confeitaria Colombo...
  Pode parecer bobo de minha parte, afinal é apenas mais uma confeitaria no Centro do Rio, mas ela tem História, literalmente...

Fundada em 1894, a Confeitaria Colombo é uma das mais respeitadas casas comerciais do país. Hoje é considerada patrimônio cultural e artístico da cidade e não se pode contar a história da Confeitaria Colombo sem associá-la a história urbana do Rio de Janeiro. 
   Ela já virou até ponto turístico; se até quem vem de fora tem que fazer uma parada na confeitaria mais famosa do Estado (que dirá do país), como uma moradora não poderia ir ao menos uma vez?!
   Mas como as coisas lá não são muito baratas, sempre deixava esse sonho de entrar lá para um futuro distante, no qual eu tivesse condições de entrar lá... Até o dia em que meu amigo resolve me fazer essa surpresa, a qual nunca irei esquecer. Me senti numa volta no tempo até o início do século passado, de tão histórico que é o local.

Confeitaria Colombo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Confeitaria Colombo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

Confeitaria Colombo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



   Por ser um local turístico e num final de semana, enfrentamos uma fila para entrar, mas nada que fosse muito demorado, já que nos distraímos tirando fotos e mais fotos de tudo o que podíamos (rsrsrs).
   Escolhemos um doce e um salgado cada um, logo na fila, os quais nos foram entregues logo ao sentarmos à mesa. Eu escolhi uma bomba de chocolate, um pastel de forno com recheio de ricota e frango e um frapuccino (não sou chegada a bebidas quentes), enquanto meu amigo pegou uma tortinha de limão, uma empadinha e um capuccino com canela.

Confeitaria Colombo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Confeitaria Colombo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

   Com relação à comida, vale muito a pena gastar uma pequena fortuna comendo lá. É tudo feito com muito cuidado e o frapuccino foi o melhor que já provei. A bomba de chocolate então, nem se fala... 😍
  Por ser um prédio histórico, tudo é antigo, inclusive os móveis e os cristais. Ainda fico admirada lembrando de tantos cristais que vi nos armários em exposição e em como as pessoas usavam aquilo sem medo de quebrar algo tão delicado (ou até tinham medo, mas usavam porque não tinham outro, vai saber... rsrs).

Confeitaria Colombo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Confeitaria Colombo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Confeitaria Colombo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Confeitaria Colombo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

   Resumo, um sábado qualquer fui convidada para passear e meu amigo me fez uma surpresa e ainda realizou um sonho antigo... É... parece que 2018 será um ano bem promissor... 😍


Confeitaria Colombo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

   E essa foi a postagem de hoje. Se moram ou já passaram por aqui pelo Rio, ouviram falar ou já foram na Confeitaria Colombo? Se já, como foi a experiência? E as exposições, o que acharam? Bora conversar!
  Até mais! 😉



















17 comentários:

  1. Oie,

    Uau muito bacana o lugar e a exposição, pena que é um pouquinho longe da onde eu moro.
    Adorei as fotos.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jessica, que bom que curtiu! =) Mas onde você mora deve ter outros lugares legais também de visitar, nem que seja na cidade vizinha, não? ;)
      Bjks e obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Oie,

    amei o post, que linda esse exposição, mesmo que eu não goste tanto de F1.

    Abraços...

    https://submundosliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não entendo muita coisa de F1 Michael, kkkkk. Mas acho que mesmo assim, todos concordamos que o Senna era um ícone de gerações, né?
      Obrigada pela visita! =)

      Excluir
  3. Quero eu um amigo desse... ou ter o dinheiro p ir mesmo já estaria bom ;v

    ResponderExcluir
  4. Ahh, eu amei essas fotos! Adoro descobrir exposições na cidade, é sempre tão bom esses passeios. E que Confeitaria é essa, Hanna? Que lugar lindo e esse frapuccino parece delicioso, fiquei com vontade! 😍💜

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Tamo junto" Tati! =) Exposições são comigo mesmo, e agora estou "nerdificando" meu BFF pra me acompanhar nelas, com missão bem sucedida! hahahahahah Quanto a Colombo, é um sonho mesmo, e uma volta no tempo, literalmente! O Frapuccino é delicioso e sem igual! To com água na boca aqui só de lembrar dele! =)
      Bjks e vlw pela visita! =)

      Excluir
  5. Essa exposições pareceram mesmo ser maravilhosas *-*
    Eu ia amar poder ter acesso a essa exposição Rugendas, quem sabe não vem para o Museu do Olho em Curitiba né?! A do Senna tbm parece ser muito bacana, eu acharia legal poder visita-la por que ouço muito falar desse piloto, porém sei pouco sobre ele, por que eu tinha exatamente cinco meses de vida quando ele se foi.
    Sobre a confeitaria, que sonho <3 Me imagino lá dentro usando luvas e um chapéu, fazendo cara de rica no começo do século passado, kkkk.
    Amei o post, muito informativo e inspirador.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahhahaha Vou te dizer que me imaginava do mesmo jeito quando pensava na Colombo! =p
      Eu era pequena também na época da morte do Senna (não tinha cinco meses, mas me lembro da cena do acidente como se fosse hoje... =/)
      Já a exposição, vamos torcer para que ela rode o Brasil, afinal tem imagens do país todo, então seria justo que o país visse como ele era antigamente... =) Se chegar por aí me avisa!
      Bjks e obrigada pela visita! =)

      Excluir
  6. Que bacana essa exposição do Airton Senna! Não pude acompanhar muito a carreira dele, mas sou fã desde que me entendo por gente 😀
    A confeitaria fiquei apaixonada, me lembrou muito o Café Tortoni em Buenos Aires ❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que curtiu Helo! =)
      Não sei muito sobre a história da Colombo, mas quem sabe tenha alguma coisa a ver com essa de Buenos Aires, nem que tenha sido uma inspiração da arquitetura... rs
      Bjks!

      Excluir
  7. Vamos por parte... eu era fã do Senna, mas não consigo ver mais nada sobre ele. Até uma edição especial que eu tinha dele, dei para alguém. Vi o documentário dele e me desidratei totalmente. O cara era focado na vitória, esse era objetivo de vida dele. E era o máximo vê-lo vencer.

    Que cenário é aquele? Na Caixa... deu vontade de pular na sua fotografia e ficar lá a espiar todos os elementos. Adorei.

    Agora, quanto a Colombo... eu amo a arquitetura mas não curti o atendimento e nem os doces (oh, pessoa chata essa Lunna). Mas fiquei muito impressionada com o estilo clássico do prédio.

    bacio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saiba que você não é a única a se sentir assim com relação ao Senna, conheço outras pessoas que choram até hoje por ele. Vai de cada um, né? Eu não choro, eu era pequena quando aconteceu, mas me lembro até hoje do acidente... enfim... Com relação à Colombo, a gente faz um acordo, você fica com a arquitetura e eu com os doces! kkkk
      Bjks!

      Excluir
  8. Tanto a exposição quanto a confeitaria parecem ser incríveis! Eu admiro muito a determinação que o Senna tinha, e acho que seria, no minimo, inspirador ir em um evento do tipo. Já a confeitaria, é encantadora *-* eu amo visitar lugares assim, com uma arquitetura bonita e que rende boas fotos (além de comida hehe).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço suas palavras as minhas Luana! Foi um dia incrível mesmo! =)
      Bjks e obrigada pela visita!

      Excluir
  9. Hanna, que delicia de post!
    Duas coisas que amo, cafeterias e exposições!
    Adorei as duas e tomara que elas venham para SP.
    Sou doida para conhecer a Colombo! Você me acompanha na minha próxima visita ao Rio?
    Bjs

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e seja sempre bem vindo ao Mundinho da Hanna.
Ficarei imensamente feliz com seu comentário, desde que:
- Não contenha palavras de baixo calão;
- Não seja span.
Os comentários costumam ser respondidos nos finais de semana. =)
Bjks!

© Mundinho da Hanna | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.
Topo