14 setembro 2016

Parque Estadual da Pedra Branca - Núcleo Camorim

   Olá pessoal! Como estamos todos? Hoje passei aqui para mostrar para vocês mais um dos recantos naturais do Rio de Janeiro. Vem ver! =) 




   Eu já falei aqui para vocês sobre o Parque Estadual da Pedra Branca, mas ele tem vários núcleos, todos na Zona Oeste do Rio. O que fomos da primeira vez era o núcleo do Pau da Fome (clique AQUI). Dessa vez, fomos conhecer o núcleo Camorim, aonde tem o açude responsável pelo abastecimento de Jacarepaguá.  
    Para chegar lá fomos de BRT até o Riocentro e de lá caminhamos um bom pedaço até chegar próximo à Estrada do Camorim. Para quem já gosta mesmo de andar a pé, aconselho a ir bem equipado com roupas confortáveis e bastante água, pois não apenas a trilha pede esforço, mas caminhar na estrada também foi bem cansativo. Infelizmente lá não tem van, ônibus, balão, nem dada do tipo, apenas viação canela. Foi uma subida bem longa até a entrada do parque, levamos cerca de meia hora caminhando e cantando e seguindo a canção. 
   Chegando lá, a sede do parque é bem limpinha, com banheiro de fácil acesso ao público, bem como água gelada e informações a cerca da trilha. A trilha do Açude é relativamente bem curta, com uns 3,9Km ao todo. Levamos pouco mais de uma hora para percorrer todo o trajeto.  





   Chegando lá no açude, a vista é bem bonita, dá para ver bem o espaço e é bem calmo... Como não é uma trilha muito conhecida, ao menos imagino eu, ela não tava muito movimentada como as primeiras que nós do Trilheiros Urbanos fizemos. Assim como o núcleo do Pau da Fome, ela tinha muito pouca gente pelo caminho. Apesar de ser bem mais tranquila em relação à última trilha que fizemos, pois não tinha escalada nem nada do tipo (pelo contrário, era bem ampla e tinha umas crianças percorrendo tranquilamente o trajeto), não aconselho a ir sozinho para lá... 
   Quanto ao açude, a água estava um tanto esverdeada, mas ainda era possível ver alguns girinos e peixinhos nas margens. Lá no final da trilha, parta observar o açude em si, não tem muito espaço, apenas uma rocha não muito grande, mas o grupo todo coube nela (rsrsrs). Apreciamos por um tempo e retornamos. 



   

    Lá no Açude não é permitido tomar banho nem pescar. O banho, caso queiram tomar, tem uma cachoeira no meio do trajeto, na qual o banho é permitido. Alguns corajosos do grupo foram... (rsrsrs)


   O retorno foi bem tranquilo e animado. Para quem quiser saber um pouco mais sobre o Parque Estadual da Pedra Branca, falei dele no link lá no início do post. 
   E esse foi o nosso post de hoje. Espero que tenham curtido e até mais! =) 



Um comentário :

  1. Oi Hanna! Fico daqui "babando" nesses lindos passeios que faz por aí. Essa cidade maravilhosa, da qual conheço apenas alguns pontos turísticos mais famosos, nos reserva muitas belezas que estão escondidas nas trilhas, não é mesmo? Espero um dia poder conhecer o açude, a vista é linda e a caminhada parece possível para esta amiga tão sem pique e sem preparo físico que vos fala.
    Beijinhos!
    Karla Samira
    Pacote Literário

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela sua visita! Você é sempre bem vindo(a) aqui no Mundinho! =)
Agora, para finalizar sua passagem pelo meu cantinho, que tal deixar um comentário? Garanto que não vai demorar! ;)
Bjks!