09 abril 2015

Entendendo os estilos literários


   Boa tarde pessoal! Como estamos todos nessa quinta feira ensolarada?

   Desde que comecei a acompanhar os desafios literários e até mesmo ler alguns blogs do assunto, percebi que existem alguns termos para definir os gêneros que nunca tinha ouvido falar. Tudo bem, sempre gostei de ler, mas para mim tudo era contemporâneo, seja nacional ou estrangeiro. Quando se falava em gêneros literários, sempre penso nos que estudei no colégio, com aqueles poetas e escritores de cara sisuda que eu via nas gravuras que ilustravam os textos de literatura que minha professora falava.
   Os gêneros de hoje em dia, em maioria, possuem nomes estrangeiros e fazem o maior sucesso, com inúmeras adaptações para o cinema e, inclusive sou fã de alguns títulos desses novos gêneros e nem sabia... rsrsrsrs
   Bom, se você é assim como eu, que não sabia dos gêneros literários contemporâneos, venha acompanhar a pesquisa que fiz sobre os que descobri até agora.

Chick lit

   É um gênero de ficção, cuja principal característica é uma protagonista do sexo feminino. Livros desse tipo contam com romances leves, divertidos e charmosos, que são o retrato da mulher moderna, independente, culta e audaciosa. A protagonista na maioria das vezes tenta vencer, tanto profissional quanto romanticamente no mundo moderno e sua idade não importa; podem ser garotas do ensino médio até de idade avançada. Suas histórias normalmente são bem humoradas e relatam o dia-a-dia da mulher moderna, sua rotina tripla, seus problemas amorosos, de peso, no trabalho, no namoro, no casamento, no divórcio, etc.
   Como exemplos desse gênero podemos citar as autoras:





 YA ou Young Adults

   É um tipo de literatura voltada para pessoas de 14 a 21 anos. Suas principais características são que os personagens principais são adolescentes, bem como seus leitores, e os temas abordados incluem: 

Identidade

Sexualidade

Depressão

Suicídio

Abuso de drogas

Relacionamento familiar

Relacionamentos amorosos

Status social

Bulliyng

   Normalmente são retratados de forma conflituosa e costuma ser presente o senso de humor, seja irônico ou simplesmente engraçado, localizar-se em tempo-espaço contemporâneo e possuir na escrita diálogos valorizados, estilo de escrita claro, e utilização de gírias com frequência. Pode ser escrito em terceira pessoa ou primeira pessoa.
   Como exemplos de YA temos os autores:










NA ou New Adult

  É um gênero mais maduro, com protagonistas que estão entrando na vida adulta, entre 18-25 anos. Sua principal característica é tratar de assuntos como problemas de faculdade, desenvolvimento sexual, independência financeira (primeiro emprego) e problemas familiares (noivado e construção da própria família), assim como compartilhar os temas abordados no YA.
   Essa categoria foca principalmente na vida do indivíduo após atingir a maior idade, e como ele lida com o início da fase adulta.
   Como exemplos, temos os autores:




Distopia 
   Nessa categoria, a sociedade mostra-se corruptível e as normas criadas para o povo mostram-se flexíveis. A tecnologia é usada como ferramenta de controle, seja do Estado, instituições ou corporações.
   Distopias são usadas para mostrar as atuais convenções sociais e limites extrapolados ao máximo, sendo as histórias de ficção científica que ocorrem num futuro próximo. Usam padrões de uma companhia de alta tecnologia dominando um mundo em que os governos nacionais se tornaram fracos e a maioria tem alguma conexão com o nosso mundo, mas frequentemente se refere a um futuro imaginado ou a um mundo paralelo.
   A literatura distópica costuma apresentar pelo menos alguns dos seguintes traços:
  • Tem conteúdo moral, projetando o modo como os nossos dilemas morais presentes figurariam no futuro
  • Oferecem crítica social e apresentam as simpatias políticas do autor
  • Exploram a estupidez coletiva
  • O poder é mantido por uma elite
  • Discurso pessimista, raramente "flertando" com a esperança
  • Violência banalizada e generalizada.

   Aqui estão alguns tipos de distopias:












Sick-lit

   É uma categoria que ouvi falar há dois dias, rsrsrs. Mas é bem conhecida. É voltada para adolescentes, mas trazendo personagens envoltos em doenças graves, depressão, anorexia, tentativas de suicídio e outros problemas realistas que a literatura fantástica costuma deixar de lado. Em Português, é chamada de literatura enferma e traz uma conotação negativa e muitas vezes ignora a qualidade dos livros, mas que tem gerado polêmica e pode indicar uma tendência.
   Exemplos de autores desse gênero são:

                         


  Então pessoal. Depois de saber mais um pouco sobre os gêneros atuais. Como deu para notar, alguns livros acabam se encaixando em mais de uma categoria. Mas eu ainda prefiro os de YA  e Chick lit. E vocês, qual é seu gênero favorito?
   Bjks! 

            Hanna Carolina

4 comentários :

  1. Gente, você é a melhor! Tinha vários estilos que eu nunca tinha ouvido falar e agora, consigo entender um pouco melhor do assunto. Acredita que eu não sabia que existia livro do filme O Diabo Veste Prada? Verdade. Já estou seguindo seu blog, moça <3

    Beijos, Li.
    eililian.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lilian! Que bom que gostou do post! =) Pois é... eu tb só fui descobrir que tinha o livro dO Diabo Veste Prada bem depois que vi o filme, mas é tão om qt! =)
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  2. São tantos estilos e nem nos damos conta do quão rica é nosso literatura, não é?
    Adoreii...
    Beijosss...

    www.fuialy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Talita, Tem estilos que só fui descobrir agora, acredita?! =p
      Bjks e obrigada pela visita! =)

      Excluir

Obrigada pela visita! Agora deixe uma blogueira feliz, comente, compartilhe e seja sempre bem vindo no Mundinho da Hanna! =)